CRATO: Situação de pontes que cortam o Rio Grangeiro trás preocupação aos transeuntes do local

Os cidadãos cratenses que transitam próximo ao mercado Walter Peixoto, na avenida José Alves de Figueiredo e que precisam atravessar de um lado para o outro da avenida através das pontes do Rio Grangeiro, mostram um ar de preocupação devido às péssimas condições das pontes que estão bastante degradadas.
De acordo com o comerciante Ernesto Landim, várias pessoas já passaram situações complicadas no local. Isso devido outro fator grave que acontece, vários motociclistas não respeitam as leis de trânsito e atravessam as pontes que deveriam ser apenas de pedestres podendo assim causar acidentes ainda mais graves pela falta de corrimão na travessia. Já a cozinheira Maria Edilene do Santos afirmou que já sofreu uma grave queda e que caiu dentro do canal: " Me desequilibrei e cai, por pouco não morri", disse ela. Ainda de acordo com Edilene, há  vários registros de homens alcoolizados que caem no canal ao atravessar as pontes e ela acredita que com os corrimãos a situação poderia ser pelo menos amenizada.

O QUE DIZ A GESTÃO

Em conversa por telefone com o secretário de meio ambiente do município do Crato, Brito Junior, a responsabilidade pelas pontes é da secretaria de infraestrutura do município, mas o secretário afirma que essa demanda já foi ao conhecimento do prefeito José Ailton Brasil que solicitou a reforma e manutenção desses corredores. Brito, afirma ainda  que essa demanda será levada ainda hoje ao secretário José Muniz para que as obras se iniciem o mais rápido possível. O secretário concluiu afirmando que a sua secretaria até um pouco tempo atrás realizou algumas manutenções nas pontes de ferro, que ficam localizada na parte mais alta da avenida.

CRATO: Situação de pontes que cortam o Rio Grangeiro trás preocupação aos transeuntes do local CRATO: Situação de pontes que cortam o Rio Grangeiro trás preocupação aos transeuntes do local Reviewed by Folha Cratense on novembro 20, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.