terça-feira, 11 de setembro de 2018

Procuradoria concede a Ciro Gomes direito de resposta contra a Veja


Candidato à presidência pelo PDT conseguiu parecer favorável ao direito de resposta contra a revista, pela reportagem de capa da edição de 5 de setembro, cujo título foi “O esquema cearense”

Ciro Gomes ganhou o empate contra a revista Veja na Justiça. A Procuradoria Geral Eleitoral deu parecer favorável ao direito de resposta ao candidato à presidência pelo PDT contra a publicação. O motivo foi a reportagem de capa, publicada no dia 5 de setembro, cujo título foi “O esquema cearense”. Na matéria constava denúncia de esquema de propinas durante o governo Cid Gomes, irmão de Ciro, de acordo com informações de Wilker Oliveira, do DM.

Segundo a revista, empresários ganhavam a liberação de créditos fiscais do governo Cid Gomes, em troca de propinas para financiar campanhas eleitorais. A matéria teve como base uma entrevista com Niomar Calazans, ex-tesoureiro do Pros, antigo partido de Ciro. Ele afirmou que o pedestista sabia e participava do pagamento de propinas. O tesoureiro, porém, reconheceu não ter provas da acusação.

A coligação do PDT e Ciro Gomes entraram com uma representação, justificando que a publicação teria reflexos danosos sobre a campanha eleitoral.

O vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros, em seu parecer, defendeu a concessão do direito de resposta. “Diante do reconhecimento quanto à ausência de provas, a imputação dos fatos ao candidato, de forma assertiva no período eleitoral, configura prática de amplificação de informação de baixa consistência em detrimento de indivíduo, fazendo uso de seu poder de comunicação e de sua reputação jornalística em excesso ou desvio”, destacou.

Fonte: Revista Fórum

Nenhum comentário:

Postar um comentário