segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Governo do Crato participa de audiência para discutir o Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) da Região Metropolitana do Cariri





O Governo do Crato participou durante todo o dia da última sexta feira, 31 de agosto, da audiência pública realizada no Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (URCA), pela Secretaria das Cidades do Estado e Câmara Municipal do Crato, para discutir o Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) da Região Metropolitana do Cariri.



O evento foi aberto pelo vereador Amadeu de Freitas, que apresentou a mesa composto pelo prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil; pelo vice-reitor da URCA, Lima Júnior; a representante do gabinete do Governador, Rita Bezerra; o Secretário das cidades, Paulo Henrique Lustosa e o Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial do Crato, Brito Júnior, representando os demais secretários da gestão.
Em sua fala, o Chefe do Executivo, Zé Ailton Brasil, destacou que não se pode mais discutir políticas públicas sem a participação efetiva dos municípios que compõem a Região Metropolitana do Cariri. “Temos que discutir como está sendo feito aqui, uma forma de planejamento para a região. Não podemos mais pensar só no Crato sem inserir os municípios vizinhos, não se pode discutir políticas públicas sem ter esse planejamento integrado”, pontuou o prefeito.
 
O PDUI foi apresentado por Rita Bezerra que ressaltou como o plano está sendo elaborado com base nas funções públicas de interesse comum e que vai traçar as diretrizes que tem como foco as questões metropolitanas. "O plano é de responsabilidade de todos os cidadãos da Região do Cariri. Só assim poderemos construir diretrizes que possam ser apresentadas e depois implementadas”, disse Rita.

A audiência contou com a participação do vice-prefeito, André Barreto; de representantes do Poder Legislativo; estudantes; SAAEC; ONG’s e a sociedade civil.






Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana do Cariri
O PDUI da Região Metropolitana do Cariri (RMC) estabelecerá diretrizes, projetos e ações para a região se constituindo em um instrumento para o seu desenvolvimento sustentável e equilibrado. Contemplará a elaboração de diagnóstico e diretrizes de ação nos próximos 10 anos para as seguintes Funções Públicas de Interesse Comum dos municípios integrantes da RMC: a promoção do desenvolvimento sustentável (que envolve a ação integrada nas áreas de gestão ambiental, saneamento e gestão de recursos hídricos e a promoção da mobilidade urbana.

O conjunto urbano da Região Metropolitana do Cariri está situado a uma distância média de 600 km das duas metrópoles regionais nordestinas mais próximas, Fortaleza e Recife. As três cidades principais (Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha) mantêm vínculos estreitos tanto em termos de proximidade territorial quanto relacional, sobretudo pela relação de complementaridade socioeconômica no Cariri cearense.

A Região Metropolitana do Cariri foi criada tanto para reduzir as disparidades econômicas e sociais entre a capital e o interior como para minimizar o desenvolvimento desigual do triângulo CRAJUBAR em relação aos municípios vizinhos e foi idealizada pelo governo estadual visando a criação de um novo polo de desenvolvimento socioeconômico que pudesse dividir com a Região Metropolitana de Fortaleza a atração de investimentos e ampliar a qualidade de vida de sua população. O Cariri se constituiu como região metropolitana em virtude de ser a segunda região urbana mais expressiva do estado, dada com a conurbação formada pelos municípios de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, denominada de CRAJUBAR.

Essa região metropolitana é, atualmente, composta por nove municípios: Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Jardim, Missão Velha, Caririaçu, Farias Brito, Nova Olinda e Santana do Cariri. A RM do Cariri possui uma área total de 5.456,01 km² (IBGE, 2010).

Nenhum comentário:

Postar um comentário