quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Agricultores do Crato participam de atividade campal sobre extração e cultivo do pequi


 

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos (SDARH), realizou na última quarta-feira, 22, atividade campal para compreensão do extrativismo do pequi.

A ação aconteceu no campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e contou com 62 lideranças das comunidades Cruzeiro, Baixa do Maracujá, Jatobá, Santo Antônio e Manoel Coco e cinco representantes do município de Santana do Cariri, junto ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Crato, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), Instituto Flor de Pequi, e a Associação Cristã de Base (ACB).

Na ocasião, técnicos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) disponibilizaram informações acerca da extração da polpa e do óleo do pequi de forma bem mais rápida.

De acordo com o gestor da SEAGRI, o IFCE colocou toda a sua estrutura de laboratório a disposição da secretaria para que os agricultores compreendessem na prática todos os ensinamentos. “Foi um momento de muita importância, uma parceria muito saudável, onde os trabalhadores agrícolas puderam ter um valoroso aprendizado que irá beneficiá-los com o projeto da Prefeitura do Crato, que será implantado na Baixa do Maracujá, onde o prefeito Zé Ailton Brasil irá investir para o desenvolvimento da agricultura local”, disse.

O pequizeiro é uma árvore da família das cariocaráceas nativa do cerrado brasileiro e também cultivado na serra do Araripe, no Cariri cearense. O pequi é muito utilizado na culinária sertaneja, tendo se tornado um símbolo na culinária cratense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário