quarta-feira, 13 de junho de 2018

Crato ganha aporte adicional de 45 mil reais para Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)

A Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos do Crato foi contemplada com um aporte adicional de 45 mil reais, que podem ser executados nos meses de junho e julho, na compra dos produtos da agricultura familiar, para que sejam doados a entidades sócios assistenciais do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

A entrega dos alimentos aconteceu na manhã da última terça-feira, 12, na sede da secretaria, no Centro Administrativo, aos beneficiados do PAA, que receberam produtos como hortifrútis, galinha caipira, carnes suínas, bolos, ovos, entre outros.

Segunda a Coordenadora do PAA no Crato, Jessika Tayane, a novidade é que com esse aporte será inserido nos alimentos do programa goma e farinha, produzida da casa de farinha da Malhada.

A agricultora Cícera Edna, que produz bolos, doces e bananas, da comunidade Corujas, é uma das fornecedoras que está desde o início do programa, e comemora o sucesso do projeto em Crato.

Segundo ela, a garantia da venda dos produtos é uma segurança para o agricultor, além de poder contar com a participação na feira da agricultura familiar. “A feira fez uma grande diferença na nossa renda, pois oferecemos produtos produzidos diretamente da roça, livre do atravessador e oferecemos um produto de preço acessível e de qualidade”, comenta.

A feira da agricultura familiar acontece no sábado pela manhã, na Praça Alexandre Arraes; às quartas-feiras a noite, na Encosta do Seminário; e nas quintas-feiras, à noite, no bairro Vila Alta.

De acordo com Cícera, a feira é um novo mercado de trabalho para os agricultores. “Temos a garantia do produto pela assistência técnica por parte da secretaria oferecendo produto de segurança”, disse a agricultora.

O Presidente do Projeto Nova Vida, Ermano José, ressalta a importância da parceria das instituições beneficiadas com o programa de aquisição de alimentos. “O programa é determinante para o bom desempenho do projeto, pois o alimento é condição básica para o ser humano, por isso se faz tão importante. Atendemos 200 crianças da educação infantil, além das crianças e adolescentes que fazem parte das oficinas, como artesanato, dança, capoeira, música e a aquisição dos produtos deu salto grande no rendimento dos alunos”, justifica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário