Crato: Moradores da rua Ratisbona reprovam iniciativa do DEMUTRAN

Os moradores da rua Ratisbona no centro do Crato, reprovaram a iniciativa por parte do DEMUTRAN - Departamento Municipal de Trânsito do município.

De acordo com os moradores, o Crato não possui um trânsito satisfatório. Há vários congestionamentos e um fluxo limitado no centro da cidade onde quem se prejudica são os condutores. O motorista de transporte alternativo Cícero Lima, disse que se a idéia do DEMUTRAN persistir em deixar apenas uma via de mão única no local, ficará mais difícil para os motoristas retornarem para os bairros como Pinto Madeira e Alto da Penha. Já a senhora Luzinira Costa, afirmou que a prefeitura deveria deixar o trânsito da maneira como está, pois a via serve de acesso para a população do São Miguel, Mirandão e Santa Luzia para os bairros como Pimenta, Sossego, Grangeiro e Lameiro.

Nossa reportagem conversou com o relações públicas do DEMUTRAN Edilson Marques. De acordo com o especialista, essa iniciativa se deu devido o número de incidentes nas ruas Ratisbona e Monsenhor Assis Feitosa. Edilson também afirma que isso é apenas uma fase de experiência para que após esse período se veja a possibilidade de se adequar de forma definitiva.

Nota do editor:

Não se sabe quem propôs essas mudanças em uma das principais vias do Crato, mas o que sabemos é que esse processo vem só a dificultar a vida dos motoristas e moradores das localidades como São Miguel, Pinto Madeira e Alto da Penha. Sem contar que a artéria citada é lugar de fluxo de várias empresas que prestam serviço de locomoção no município do Crato.

Crato: Moradores da rua Ratisbona reprovam iniciativa do DEMUTRAN Crato: Moradores da rua Ratisbona reprovam iniciativa do DEMUTRAN Reviewed by Moisés Rolim on janeiro 03, 2018 Rating: 5

2 comentários:

  1. quando uma coisa e ruim nao aparece niguem para assumir o mentor dessa ideia e um sem noção

    ResponderExcluir
  2. A matéria deveria informar o motorista sobre o que se trata o assunto, e não simplesmente criticar.
    Não ficou claro sobre o que se está discutindo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.