terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Projetos que beneficiam autistas são aprovados em Crato

A presidente da Associação de Pais, Amigos e Profissionais dos Autistas do Cariri (AMA), Ana Moésia Magalhães Ribeiro esteve acompanhando na sessão desta quinta-feira (21) da Câmara Municipal do Crato a aprovação de projetos de lei voltados às pessoas diagnosticadas com a condição.

Criada há dois anos, a AMA Cariri, surgiu com o objetivo de conscientizar a sociedade e os órgãos públicos sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Projetos como o que cria a semana municipal de conscientização sobre o autismo com início em dois de abril; o dia municipal do professor especializado em educação especial a ser comemorado em três de dezembro; a lei de redução na carga horária sem prejuízos salariais para os responsáveis legais de pessoas com autismo que estejam em tratamento; inclusão nas placas de atendimento preferencial o símbolo internacional do autismo e a lei que cria o censo municipal quadrienal das pessoas com TEA, foram as propostas aprovadas pelo legislativo cratense.

ESCOLA

Uma das grandes dificuldades que estão sendo enfrentadas atualmente pelas famílias que tem crianças autistas é com relação à recusa das escolas no momento da matrícula. Ana Moésia lamenta a situação e destaca que é dever das instituições de ensino ter um mediador escolar para acompanhar os alunos.

A recusa de um aluno com deficiência em uma escola regular é passível de condenação. O Estado assegura o direito de qualquer criança frequentar o ensino regular. Dessa forma, caso haja qualquer tipo de infração com relação à aceitação, os envolvidos podem entrar em contato com a Secretaria de Educação do município e, caso não haja uma justificativa consistente para tal ato, deve ser aberto um processo judicial.                (Gazeta do Cariri)

Nenhum comentário:

Postar um comentário